Prazeres e sofrimentos na vida de um mochileiro

31 01 2009

MochileiroVocê já pensou em deixar tudo para trás, botar uma mochila nas costas e cair no mundo? É essa a interessante vida do mochileiro. Imagina a enorme sensação de liberdade…

Algo muito prazeroso. Mas até a viagem começar deve ser uma coisa chata. (xD)

Primeiro que, além de ter o passaporte, alguns países requerem o visto (para quem não sabe, é uma autorização para a entrada no país). E, para piorar, em alguns países só se obtem o visto no próprio. ou seja, se você não for aprovado, mandam de volta pro país de origem sem choro, nem buá. Segundo que, se o viajante for para países com risco de doenças, deve se vacinar (o que é óbvio) e estar com o comprovante que mostre o prazo do dia da aplicação até o dia da viagem.

Mas isso não é nada comparado à mochila. Pois, se o cara levar além do necessário, ele vai sentir isso nas costas durante toda a viagem! Por isso, penso que o mochileiro nunca deve se preocupar com roupas requintadas, chiques e refinadas, pois o mesmo não vai a um desfile de moda.

O mochileiro deve levar também muita comida, pois ele não viaja muito cheio da grana (só a mochila mesmo), o que é ruim para ir em lugares turísticos para comer, onde é muito caro. Não estou dziendo que comidas típicas do local não valem para um mochileiro, mas ele deve tomar cuidado com seus gastos.

Agora, a quantidade de mapas e documentos que são levados deve ser muito grande, já imagino.

O interessante é que o mochileiro tem uma liberdade enorme de estar em qualquer lugar que queira. E, além de observar de perto belíssimos lugares, ele conhece novas pessoas. Com isso, o que não vão faltar são convites para shows e lugares novos. No mais, penso eu, que o mochileiro acabam que conhecem não só pessoas novas, como também a si mesmo.

Penso que devemos ser como mochileiros. Temos que ampliar nossos horizontes de nosso modo. Temos que aprender o máximo sobre as pessoas e os lugares á nossa volta, e também sobre nós mesmos.

Anúncios




Skol Sensation, evento europeu no Brasil

30 01 2009

Há dez anos acreditando e investindo na cena de música eletrônica no Brasil, a Skol anunciou em coletiva de imprensa o seu próximo evento, que vem se somar aos grandes números do renomado Skol Beats.

É o Skol Sensation, festa que atualmente acontece em 22 países, em sua maioria europeus, e que vem para o Brasil pela primeira vez em 2009. O evento acontecerá no dia 04 de abril, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo.

No espaço de cerca de 60 mil m2, totalmente coberto, será montado um verdadeiro show de luzes e apresentação de acrobatas e dançarinas com figurinos personalizados para cada tema e momento do espetáculo. Com aparelhos e efeitos especiais de última geração, a festa multimídia leva ao extremo o conceito de club, porém alcança um público muito maior: 40 mil pessoas são aguardadas para a superbalada.

Como uma verdadeira celebração do amor e das boas energias (temas que permeiam cada detalhe da Sensation), os DJs são posicionados no meio do público, em um palco giratório, fazendo com que todos dancem em torno das pick ups.

Fonte: Skolbeats

O line up ainda não foi anunciado, porém sabe-se que serão três top DJs internacionais e três DJs nacionais. E, para variar, o evento é em São Paulo. (¬¬’) De qualquer forma, quem serão esses DJs?





Dominação russa

29 01 2009

Logo depois da queda do Muro de Berlim então, quando assumiu o presidente Boris Yeltsin, os russos devem ter se arrependido de não apoiarem o golpe anti-Gorbachev.

Mas, e se eles fizessem os EUA se ajoelharem? Se os produtos americanos tivessem que ganhar um “downgrade” para poderem se adequar ao país de Stalin (se bem que ele era da Geórgia, mas deixa pra lá) e Kruschev?

Os blogueiros russos pensaram em tudo isso, e usaram a criatividade (e o Photoshop) para criar o seu mundo. É de dar medo…

E não acabou, pois são 58 imagens!

Para ver todas, visite o englishrussia.





Análise de Michiko to Hatchin

28 01 2009

Anteontem, dia 26/01, eu havia postado sobre um anime que usa o Brasil como cenário. Você pode ler a postagem clicando aqui.

Pesquisei mais um pouco a respeito, e achei a abertura ndo anime no youtube. O nome da música é “Paraíso”. Vejam:

Até que eu gostei. Ao ouvir, lembrei do Sexteto do Programa do Jô. (xD)

Cavei mais fundo, onde achei também o download link para download do primeiro episódio. Então, eu assisti, terminei, e pensei: Mas o que é isso??? (Já aviso que a partir daqui, há spoilers.)

O anime começa com uma mulher fugindo da cadeia, já rolando um samba e tiroteio. (Quem será essa mulher?) Depois, mostra como é a vida de Hana, uma menina adotada, tratada como uma escrava na casa onde mora. Agora, o que é de deixar o queixo caído: o pai adotivo dela é um PADRE CASADO! E tem mais dois filhos que acabam com a vida da coitada. No final, vem, pela janela, uma mulher de moto, dizendo que veio buscar a filha dela, Hana. Sim, é a mesma mulher que fugiu da cadeia. (Isso não lhe é familiar?)

Os nomes das lojas, livros, etc, aparecem em português mesmo. Até o nome dos personagens são brasileiros. E, pelo que fiquei sabendo, ele mudaram o nome da moeda para Arca. E, em momento algum, não declaram que o ambiente é brasileiro (embora saibamos que é).

Se quiser assistir e tirar suas próprias conclusões, o link é: http://www.4shared.com/file/82750989/7eb13e02/Michiko_to_Hatchin_01.html

Não é necessário baixar, dá pra assistir no próprio site. E, quando terminar, comente aqui; dê sua opinião.





Aguardem, Gorillaz voltará!

27 01 2009

Hoje trago uma boa notícia para os fãs de Gorillaz (assim como eu). Damon Albarn e Jamie Hewlett já estão se preparando pra começar a gravar o terceiro álbum do grupo, em março. Depois de quase 4 anos, o disco que sucederá “Demon days” vai ser gravado, na Síria!

Em um programa da rádio “BBC”, Albarn apresentou duas demos do Gorillaz.

Damon diz ter fascinação pela música instrumental árabe, e que por isso estarão indo para a Síria, no final de março. Ele tocou a demo de “Electric shock” – uma canção que já havia sido apresentada em Londres no ano passado.

“Está crua e ainda não está pronta, mas espero que as pessoas gostem”, explicou Albarn sobre a demo, acrescentando que ele começou a escrever a música há vários meses. “Eu volto à mesma canção várias vezes, mas seis meses é o máximo de tempo que eu dedico a uma mesma música. Acho difícil dizer quando uma canção está terminada.”

Ele tocou uma segunda demo, “Broken”. “Não sei bem porque toquei essa música, já que estou deixando o Gorillaz”, brincou o artista. “Vou me juntar a Johnny ‘Boring’ do Razorlight!”. E não é a primeira vez que o líder do Razorlight é tema das brincadeiras do Gorillaz.

Murdoc Niccals, o vocalista fictício do grupo, apresentou uma versão especial de “America”, do Razorlight.

“O bom de ser do Gorillaz é que você pode colaborar com qualquer pop star que quiser”, explicou Niccals. “As músicas do Damon são boas, mas Razorlight é que faz música de verdade.”

Você pode ouvir as demos Broken, Binge e Eletric Shock (nesta ordem) nos videos abaixo:





Anime tem o Brasil como cenário

26 01 2009

Nem todas as animações japonesas se passam em mundos de fantasia medievais ou em planetas cheios de bichinhos colecionáveis. Algumas vezes elas podem acontecer em mundos muito mais familiares, como aquele que você encontra em “Michiko e Hatchin”.

Com cenário inspirado no Brasil (uma favela no Rio de Janeiro, nos primeiros episódios), a série estreou no Japão na segunda metade de 2008, e é produzida pelo estúdio Manglobe, responsável por animês famosos como “Samurai champloo”.

“Michiko e Hatchin” conta a história de Michiko Malandro, uma mulher que foge da prisão para resgatar Hana “Hatchin” Morenos, que está sofrendo nas mãos de seus pais adotivos. Os episódios, nomeados com termos em português, mostram favelas, pontos tradicionais do Rio de Janeiro e incluem até mesmo uma viagem para a Amazônia.

Ainda não existe previsão para a estreia de “Michiko e Hatchin” no Brasil – a série está chegando nos últimos episódios no Japão. Apesar disso, é possível encontrar na internet versões legendadas em português dos episódios exibidos no Japão.

O animê tem uma fidelidade com a ambientação, o que é difícil de encontrar em outras produções internacionais que se passem no Brasil. “Até a moeda corrente é desenhada igual ao real”, conta Hiromi Konishi, coordenadora de projeto do animê.

Fonte: G1

Opinião: Pois é, eles não esqueceram de nós. Mas isso pode ser considerado coisa boa? Pois, de nada adianta se a visão deles do nosso país for completamente podre, não é? E você? Qual a sua opinião sobre isso?





Palavrão em single de Britney Spears?

25 01 2009

“If u seek Amy” foi escolhido como terceiro single do disco “Circus” e já está causando dor de cabeça para a Britney Spears. O problema da música é que o nome da música é dito no refrão em voz alta, soando como se a cantora soletrasse o palavrão “fuck”.

Associações de pais norte-americanos não gostaram nada disso, como é o caso da Parents Television Council. Tim Winter, presidente da PTC, disse numa entrevista à revista Billboard: “não há problemas na hora de interpretar a letra da música – e ela não é sobre uma garota chamada Amy”. O PTC pede que a música seja banida dos horários nobres da emissoras de rádio e televisão, entre 6h e 22h.

“Sem problema essa música estar em um CD, para o fãs comprarem e ouvirem, mas é completamente diferente tocar uma música com essa letra em um espaço público, em um horário onde crianças podem ouvir”, explicou Winter.

Algumas rádios já estão tocando uma versão editada da música, segundo o site da MTV norte-americana. A rádio WFLZ (Flórida), editou a canção sem a parte do “k” no refrão, com a música soando como “If u see Amy”. Ainda assim, Tommy Chuck, diretor de programação da rádio, diz que não tem como deixar de tocar a música: “As pessoas ligam pedindo. Talvez seja a melhor música do disco”.

Aqui, creio que não vão censurar a música por motivos óbvios. Mas já estou vendo que, quando começar a tocar nas rádios daqui, vai virar motivo de piada. Bom, é minha opinião.

Quanto a você? Acredita que a Britney falhou ao pensar em gravar esta música ou que não tem nenhum problema nisso? Comente.